Twitter Facebook YouTube

CUT SC > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > LUTAR, RESISTIR PARA GARANTIR DIREITOS

Lutar, resistir para garantir direitos

23/05/2018

Direção da CUT-SC emite nota de apoio à greve dos caminhoneiros de todo o Brasil

Escrito por: Direção da CUT-SC

Os caminhoneiros paralisados nas estradas de todo o país, desde dia 21 de maio de 2018, expõem para a sociedade, as péssimas condições de trabalho tendo seus salários e renda vilipendiados pelo governo ilegítimo de Temer. Para atender os interesses das grandes corporações de petróleo norte-americanas, o governo golpista de Temer trocou o modelo de controle de preços dos combustíveis. Hoje, os preços estão a mercê das oscilações do câmbio e do mercado internacional do petróleo. Só nos últimos 17 dias, a gasolina aumentou 11 vezes e acumulou uma alta de 16,7%. O atual presidente da Petrobras, Pedro Parente, já avisou que esta política não mudará.

Diariamente, milhões de caminhoneiros que transportam as riquezas do nosso país são massacrados pela política de aumento do preço dos combustíveis, tarifas abusivas de pedágio, malha rodoviária precária, insegurança nas estradas e excessivas horas de trabalho. 

Os constantes aumentos nos preços dos combustíveis tornam inviáveis ao trabalhador caminhoneiro prover o seu sustento e da sua família, já que o valor do frete não cobre os gastos com os combustíveis e os demais itens necessários para manutenção dos veículos.

Não são apenas os caminhoneiros que padecem com uma política de preços de combustível abandonada ao sabor das oscilações do câmbio e do preço internacional do petróleo. A população como um todo também é afetada, pois o aumento dos combustíveis reflete nos preços do gás, do pão e em outros itens da cesta básica. Padecem também uma série de trabalhadores autônomos que batalham diariamente para sustentar suas famílias, como pequenos empresários do setor de transporte de turismo, transporte escolar, motoristas de aplicativos, taxistas e motoboys.

A classe trabalhadora e a população em geral precisam apoiar este movimento que não é somente contra o reajuste dos combustíveis, é contra a privatização da Petrobras. Todos sabem que o governo golpista forja uma crise na Petrobras para privatizá-la a preço de banana.

O Brasil tem de extrair o petróleo e refinar aqui, como era feito antes desse governo. Só assim conseguiremos baratear os combustíveis. Hoje, 25% do produto são importados e ainda há a previsão de privatizar quatro refinarias do país. Com isso, milhares de trabalhadores brasileiros perderão seus empregos.

A CUT SC repudia a política de aumento nos combustíveis desse governo golpista e defende uma Petrobras pública e estatal, o pré-sal “O Petróleo é do Brasil.

Por isso, a CUT SC apoia a greve dos caminhoneiros e convoca suas bases para prestar apoio e solidariedade com a categoria. Conscientes que só na luta teremos um futuro com crescimento econômico, emprego, renda e preços justos se derrotarmos os golpistas e suas medidas neoliberais privatizantes e de redução do estado.

Florianópolis, 23 de maio de 2018.

 

Direção da CUT SC

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Programa DizCUT Jornal dos Trabalhadores

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE SANTA CATARINA
Rua Visconde de Ouro Preto, 87 | Centro | CEP 88020-040 | Florianópolis | SC
Fone: (048) 3024-2053 | www.cut-sc.org.br | e-mail: cut-sc@cut-sc.org.br