Twitter Facebook YouTube

CUT SC > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > AUDIÊNCIA BUSCA SOLUÇÕES PARA TRABALHADORES AFETADOS COM FECHAMENTO DA JBS EM MORRO GRANDE

Audiência busca soluções para trabalhadores afetados com fechamento da JBS em Morro Grande

06/11/2017

Cerca de 650 trabalhadores ficaram desempregados após fechamento da unidade da JBS de Morro Grande e agora buscam uma solução para o problema que afeta todo o município

Escrito por: Pricila Baade

 

Nessa segunda-feira (6) uma audiência pública discutiu sobre a situação de cerca de 650 trabalhadores da cadeia produtiva da JBS da unidade do município de Morro Grande, que ficaram desempregados após o fechamento da empresa no município. A reunião, realizada a pedido do deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT), teve como objetivo dar alguns encaminhamentos para ajudar os trabalhadores afetados.

A audiência aconteceu no Plenarinho da Assembleia Legislativa (Alesc), em Florianópolis, e reuniu representantes sindicais, autoridades e alguns dos trabalhadores da JBS.

O prefeito de Morro Grande, Valdionir Rocha, está muito preocupado com a situação “A unidade de JBS representa mais de metade da receita do município e segura praticamente toda a cadeia produtiva da Região Sul. Além das pessoas que trabalhavam no frigorífico, o fechamento afeta também os avicultores, que vivem só da produção do frango e não terão como pagar as altas dívidas de empréstimos que fizeram para obter as granjas”.

O prefeito explica que desde que a JBS se instalou em Morro Grande toda a estrutura e investimentos foram planejados pensando no crescimento da unidade. “Há 60 dias estou buscando uma solução para evitar o fechamento dessa unidade, mas fica nítida a intenção da JBS de manter ela parada para ver o sofrimento dos trabalhadores”, desabafa.

O Secretário-geral da Confederação Brasileira Democrática dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação da CUT (CONTAC CUT), José Modelski Júnior, falou que a audiência sobre a unidade de Morro Grande reforça a preocupação do fechamento das filiais da JBS em todo o país, o que deixaria 130 mil trabalhadores desempregados. Para tentar amenizar os problemas dos trabalhadores, a CONTAC está agendando uma audiência com a Procuradoria Geral da República para cobrar a garantia dos empregos nessas unidades.

Uma das alternativas encontradas para resolver o problema é a negociação com uma empresa para se instalar no local da unidade da JBS em Morro Grande. Na audiência, um empresário da região falou que está conversando com outros dois empresários para tentar negociar com o grupo. O diretor do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e Região (Sintiacr), Célio Elias, disse que o maior problema, no momento, é que a JBS não está querendo se desfazer da unidade “Esperamos que eles deem a oportunidade para outra empresa tocar os negócios e garantir o emprego dos trabalhadores.”.

No momento, apenas a fábrica de rações esta funcionando em Morro Grande com 45 funcionários. As rescisões dos outros 650 trabalhadores demitidos serão formalizadas pela JBS através do sindicato entre os dias 9 e 24 de novembro. “Além da rescisão, os trabalhadores receberão um abono de gratificação de R$ 1.250 e terão antecipados R$ 700 da participação nos lucros que seria paga em abril de 2018”, afirma o diretor do Sintiacr, Célio Elias.

Na audiência ainda foi decidido que os deputados farão um manifesto pedindo a revogação da reforma trabalhista, principalmente no ponto que tira as garantias dos direitos dos trabalhadores em demissões em massa, além disso, também será encaminhado um requerimento para o Ministério da Fazenda para esclarecer quais os incentivos ficais que a JBS recebe e também solicitar uma prorrogação do financiamento e dívidas dos avicultores que tem alguma ligação com a JBS.

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
Programa DizCUT Jornal dos Trabalhadores

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE SANTA CATARINA
Rua Visconde de Ouro Preto, 87 | Centro | CEP 88020-040 | Florianópolis | SC
Fone: (048) 3024-2053 | www.cut-sc.org.br | e-mail: cut-sc@cut-sc.org.br