Twitter Facebook YouTube

CUT SC > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > 8M ORGANIZA A GREVE DAS MULHERES EM FLORIANÓPOLIS

8M organiza a greve das mulheres em Florianópolis

05/03/2018

Por toda a cidade, acontecem ações, intervenções e chamadas para o 8M, que pelo segundo ano mobiliza o país e Santa Catarina para a Greve das Mulheres.

Escrito por: Portal Catarinas

Um dia é pouco para dar conta da ampla mobilização feminina em torno do 8 de março em Florianópolis. Por toda a cidade, acontecem ações, intervenções e chamadas para o 8M, que pelo segundo ano mobiliza o país e Santa Catarina para a Greve das Mulheres. 2018 mal havia começado e as catarinenses já lotavam a primeira reunião de organização do 8M. A mobilização começou nas primeiras semanas de janeiro, em sintonia com os chamados internacionais dos movimentos Ni Una Menos em diversos países.

O desafio não é pequeno: garantir a representatividade de movimentos e ativistas independentes, agregar o maior número de mulheres e conclamá-las à greve. Em especial, as que tem mais direitos negados pelo sistema patriarcal: mulheres negras, encarceradas, trabalhadoras formais e informais, quilombolas, camponesas, periféricas, indígenas, lésbicas, transexuais e travestis e tantos outros grupos sub-representados na sociedade capitalista.

Representado pelo 8M, o ativismo feminista marcou presença no carnaval e nas lutas sociais. Movimentou escolas, comunidades, sindicatos e distribuiu material informativo às trabalhadoras e estudantes nos terminais de ônibus. No dia 8, a concentração acontece no Largo da Alfândega, onde sete tendas promovem ações simultâneas.

Confirma a programação completa do 8M em Florianópolis:

 1º/3 a 10/3 – La Kahlo Bodega – Exposição Violências Contra as Mulheres

 

7/3 | 8h às 18h |– Assembleia Legislativa de Santa Catarina – Seminário Regional: “Pelo fim da violência doméstica contra a mulher” – Auditório Deputada Antonieta de Barros

7/3 | 19h30 |– Cinema do CIC – Cinemática – 1ª Mostra Àjé Mulheres Negras no Cinema

 

8/3 – LARGO DA ALFÂNDEGA

 8h às 16h – Tenda Jennifer – Espaço Ciranda e espaço para rodas de conversas e trocas de experiências

 8h às 17h – Tenda Olga Benário – Um olhar sobre a vida das mulheres encarceradas, com materiais e troca de correspondências

8h às 17h – Tenda Mãe Gracinha – As mulheres quilombolas e a luta por direitos. Com exposição de fotos

8h às 17h – Tenda Anticapitalista – Tenda da troca (tragam roupas, acessórios, sapatos e disponibilidade de troca de serviços)

9h às 12h – Tenda Valda Costa – Oficina de Grafite com Gabriela Olívia Marques

 9h às 10h30 – Tenda Jennifer – Roda de Conversa com ADOSC

10h30 às 12h – Tenda Janete Cassol – Roda de Conversa: Branquitude e Negritude – com Mathizy Pinheiro, Lia Vainer, Vanda Pinedo (MNU) e Maria de Lourdes Mina (MNU)

12h às 13h – Coreto – Coletivo NEGA – Teatro/Performance

13h às 14h – Tenda Janete Cassol – Roda de Conversa: (IN)VISIBILIDADE TRANS – Desafios e Oportunidades – com Lirous K’yo Fonseca Ávila e Maria Zanella

13h – Madalenas – Cortejo

14h às 16h – Tenda Valda Costa – Oficina de Lambe com Kio za’s e Ju AS

14h às 14h30 – Coletivo Independente Fluído – Performance

14h às 17h – Tenda Janete Cassol – Movimento sindical e social com debate: A Defesa da Democracia e da Soberania Nacional. A luta por Direitos e pela Vida das Mulheres.

14h30 às 15h – Coreto – Paz – Pocket Show Rap

 15h30 às 16h – Coreto – Trama Feminina – Pocket Show Rap

 16h às 16h30 – Coreto – MC Moa – Pocket Show Rap

16h30 às 17h – Coreto – MC K47 – Pocket Show Rap

16h às 17h – Tenda Jennifer – Debate: mulheres com deficiência

17h às 17h30 – Coreto – Roda de Samba de terreiro – com Elaine Sallas

17h – CONCENTRAÇÃO DA MARCHA

17h40 às 18h – Coreto – Pollyana Tathyana Rodrigues (ADEH) – Pocket Show

18h – Bloco Cores de Aidê – Abertura da Marcha

20h30 às 23h – Coreto – Batalha da Alfândega: – Apresentadoras: Luneti, Moa e Sara / – Playlist feminista: Olívia, Ana, Berra, Sara e Dud / – DJ’s Beats Batalha: Brum e Isa / – Pocket Show: NOVE (Ananin e Berra) / – Chaves da Batalha: Gugie e Duda

20h – Casa de Noca – Tempo de Resistência – Rumo ao FSM

 

10/03 – 15h30 às 21h – La Kahlo Bodega – Até Quando? Não me Kahlo!

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Programa DizCUT Jornal dos Trabalhadores

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE SANTA CATARINA
Rua Visconde de Ouro Preto, 87 | Centro | CEP 88020-040 | Florianópolis | SC
Fone: (048) 3024-2053 | www.cut-sc.org.br | e-mail: cut-sc@cut-sc.org.br