Twitter Facebook YouTube

CUT SC > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > SITRACOM DE ARARANGUÁ FIRMA ACORDO COM SETOR FARMACÊUTICO

Sitracom de Araranguá firma acordo com setor farmacêutico

08/08/2017

Convenção Coletiva de Trabalho – CCT, traz reajuste de 4.50% para o piso dos trabalhadores no comércio varejista de produtos farmacêuticos

Escrito por: Felipe Balthazar

Os trabalhadores em farmácias no Extremo Sul Catarinense já estão desfrutando do reajuste salarial. Isso porque o Sindicato dos Comerciários do Vale do Araranguá – Sitracom, firmou uma Convenção Coletiva de Trabalho – CCT, com o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos de Criciúma, que foi encaminhada ao Ministério do Trabalho e Emprego para homologação na tarde da última quinta-feira, dia 03 de agosto.

Com o acordo fica estabelecido que o piso da categoria passa de R$ 1.186,16 para R$ 1.240,00, válido a partir do dia 1º de maio de 2017. O reajuste foi de 4.50%, sendo 0.51% acima da inflação, que fechou o período, segundo o Índice Nacional de Preço ao Consumidor – INPC, em 3.99%.

De acordo com o diretor, Joelcio Cesar dos Santos, o Saba, a negociação foi tranquila, e trouxe ganhos para a categoria. “Mais uma vez conseguimos, por meio do diálogo, firmar um acordo com o setor das farmácias”, destacou.

Já as diretoras Ana Maria Chechetto e Valéria Leandro, lembraram que todas as cláusulas sociais da convenção anterior foram mantidas. “Com destaque para a clausula décima nona, em que o pai, ou mãe, que comprovar ter sob sua guarda filho com idade até seis anos e limitado a um por empregado, terá garantido o reembolso do valor mensal gasto, mediante apresentação de comprovante de matrícula emitido por creche pública ou particular, a título de auxílio creche, limitado a 10% do valor do salário normativo”, ressaltaram.

Acordo com comércio aguarda em dissídio - Após várias reuniões, as negociações no início do ano pela Convenção Coletiva dos trabalhadores no comércio, não chegou a um acordo entre Sitracom e SindiLojas. Por este motivo, o Sitracom entrou na Justiça do Trabalho com processo de dissídio, que está aguardando julgamento.

“No início o patronal ofereceu menos que a inflação, que foi de apenas 3.99%, e na última proposta que eles fizeram, ofereceram 4.50%, mas em contrapartida, pediram a retirada de várias cláusulas sociais”, revelaram os diretores do Sitracom.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
RÁDIO CUT
Programa DizCUT Jornal dos Trabalhadores

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE SANTA CATARINA
Rua Visconde de Ouro Preto, 87 | Centro | CEP 88020-040 | Florianópolis | SC
Fone: (048) 3024-2053 | www.cut-sc.org.br | e-mail: cut-sc@cut-sc.org.br